Musculação Emagrece Mais Que Aeróbicos?

Quantas vezes você já ouviu que, se quiser emagrecer, deve fazer exercícios aeróbicos? Mas, o que você deve ter ouvido pouco é que a musculação emagrece mais que aeróbicos e pode ser mais eficiente para perder peso do que correr na esteira ou pedalar na bicicleta. Não acredita? Então, preste atenção no que vem a seguir.

Musculação Emagrece Mais que Aeróbicos

 

musculação emagrece mais que aerobicos

Os aeróbicos queimam mais calorias do que os exercícios com pesos. O que pouca gente sabe é que o corpo que tem a musculatura desenvolvida queima, naturalmente, muito mais calorias o dia inteiro, e não apenas no momento do exercício. É simples: caloria é energia. E o corpo usa energia para tudo (andar, trabalhar, tomar banho e até dormir). A musculatura desenvolvida precisa de mais combustível para fazer essas atividades, portanto, queima mais calorias.

Os exercícios aeróbios não proporcionam um aumento considerável de massa muscular. Não estimulam os músculos do tronco e dos membros superiores. E, assim que você para o exercício aeróbio, o metabolismo do corpo desacelera. Então, é simples: fazer esteira queima calorias, claro. Mas, assim que você parar a atividade, essa queima cai. Já a musculação aumenta o gasto constante de calorias, acelera o metabolismo e, com uma dieta adequada, você emagrece mais rápido.

É preciso entender que mudando a estrutura ativa do organismo (os músculos) as mudanças do corpo serão mais consistentes. Mas lembre-se que a musculação é uma excelente atividade, mas não faz milagre: O que controla o peso da pessoa é o que ela ingere. Se a alimentação continuar exatamente a mesma de antes dos exercícios, fica mais difícil emagrecer.

Do que o seu corpo precisa…

 musculação emagrece mais que aerobicos

A necessidade calórica, basicamente, é determinada pelo funcionamento do cérebro e de todos os músculos do corpo, voluntários e involuntários, como os dos braços e pernas, ou o coração e o sistema digestivo respectivamente.  Quando os músculos voluntários não são estimulados, eles têm poucas necessidades calóricas, por isso, pouca comida é suficiente para fazer o corpo funcionar. Quando têm estímulo (com exercícios), a necessidade calórica aumenta bastante.  A musculação bem feita deve ser praticada no máximo de três a quatro vezes por semana, durante 60 a 90 minutos. Mais do que isso é exagero.

Todo mundo pode fazer

A musculação é indicada para qualquer pessoa, porém, se for acompanhada por um profissional, e depois de realizar os exames para saber como anda a saúde antes de malhar. O bom professor é capaz de adequar um treino de musculação para qualquer pessoa, de acordo com o quadro físico e a idade. Os obesos, por exemplo, muitas vezes sofrem de pressão alta e outras enfermidades causadas pelo excesso de peso. Nesse caso, a prática de exercícios aeróbios elevam ainda mais a pressão, através do aumento da frequência cardíaca. A musculação proporciona bons efeitos sem alterar os batimentos do coração.

Aeróbicos são bons, sim!

Calma. Ninguém está dizendo que os aeróbicos não são bons exercícios. O ideal é incluí-los na rotina de atividades. Eles são bem-vindos para quem quer emagrecer, afinal, queimam calorias. E fazem bem à saúde. A musculação foi mitificada há muito tempo e sem fundamento. Até pouco tempo, médicos achavam que professores de musculação eram bárbaros, que iam obrigar seus alunos a tomar anabolizantes. As pessoas consideravam que o esporte era coisa de homem, que jamais deveria ser feito por mulheres e, se os velhinhos praticassem poderiam até morrer. Tudo mito. A verdade é que a musculação é uma atividade saudável e, como qualquer outra, precisa de avaliação médica antes de ser praticada.

Você não gosta de musculação?



Tem certeza? Faça uma tentativa e procure um bom professor. Mas, antes de tudo, preste atenção nos seguintes itens:

Respeite os limites do seu corpo. A musculação exige esforço, mas, não exagere!

  • Os pesos devem ser ajustados gradativamente.
  • O programa deve ser alterada pelo professor, de acordo com a experiência do praticante, condições físicas e objetivos
  • Nada de pegar dicas do seu amigo da academia. Por mais experiência que tenha, ele não é formado em Educação Física e não pode instruir você
  • Diga ao instrutor qual é seu objetivo (emagrecer, ganhar massa muscular, melhorar a saúde).
  • Não deixe que o professor te dê uma ficha de treino e te abandone fazendo aquelas séries. Cobre dele explicações sobre o que está fazendo.
  • Veja se o seu programa foi criado especialmente para você.
  • Musculação não é receita de bolo. Deve ser personalizada.
  • Se você estiver desmotivado, diga. É obrigação do professor manter você estimulado.
  • Mas, saiba que o desafio sempre leva você em frente. Não fuja dele.
  • Não esqueça de passar pelo médico antes de começar a puxar ferro.

Espero que tenha gostado do artigo. Mas antes de finalizar, quero te indicar um método de exercícios maravilhoso, que tem atendido aqueles que o seguem no sentido do emagrecimento e da boa saúde.  Trata-se de um programa de exercícios baseados nos conceitos de Treinamento Hitt ou de alta Intensidade. Clique aqui e conheça.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *